sábado, 8 de fevereiro de 2014

Ruas de Sampa

Cresci nas ruas de Sampa
Ouvindo rap e samba
Aprendi com os mais velhos
Quem canta os males espanta.

Admiro os bambas
Os partideiros do gueto
São tantos nomes importantes
Que marcaram pra gente.

Quem não se lembra da Diva
Clementina a rainha
Sem amor sou ninguém
Um salve pra Jovelina.

Adoniram Barbosa
O samba do Ernesto é da hora
Curti também
Saudosa maloca.

Boas lembranças amigos
Quando menino eu ouvia
Zé Keti, Wilson Batista
E Martinho da Vila.

Caixa de fósforo na mão
Pura emoção
Naquele tempo
Era bom.

Roda de samba
Os bambas
Só nego veio na banca.

Noel Rosa, Pixinguinha e Cartola
As rosas não falam...

Isso é bom
Donga e os primitivos
O inverno é rigoroso
Minha vó já dizia.

"Não jogue conversa!"
Salve  Paulinho da Viola
Conversa de malandro
Então vamos embora.

Pega a viola e o pandeiro
Elton Medeiros...
Já sou feliz!
Salve Candeia.

Fuzzil
Do livro "Céu de Agosto".

Nenhum comentário: