quarta-feira, 4 de junho de 2008

Ávido

Marcio Vidal Marinho


Toda sensibilidade
Toda beleza
Todo senso humanitário
Todo o amor.

Tudo lhe pertence.
As estrelas brilham
Somente quando quer
E a flora desabrocha
Em sintonia com o coração.

E a vida se mostra
Com vontade, com sede,
Sem medo.

Pronta para viver.
Pronta para amar.
Pronta para sofrer.

Nenhum comentário: