segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Atrás das grades

"Podem me prender... sou assassino
de verdade... nunca fui
covarde... fiz isso por amor... não
por maldade... me levem... me
ponham atrás das grades... sou réu
confesso... acabo de matar a
saudade!"

Tubarão

3 comentários:

dulixo disse...

salve meu parceiro Fuzzil...agradecido sempre pelo respeito ao meu trabalho...tamo junto guerreiro...forte abraço.

Tubarão

wagner disse...

Fala doidão muito bom
sem palavras

De Lourdes disse...

Adorei!
Parabéns, Tubarão!